http://coracaovivo.com.br/sys/wp-content/uploads/2015/08/Cardiologia-onde-estamos-e-pra-onde-vamos-coracao-vivo.jpghttp://coracaovivo.com.br/sys/wp-content/uploads/2015/08/Cardiologia-onde-estamos-e-pra-onde-vamos-coracao-vivo.jpghttp://coracaovivo.com.br/sys/wp-content/uploads/2015/08/Cardiologia-onde-estamos-e-pra-onde-vamos-coracao-vivo.jpghttp://coracaovivo.com.br/sys/wp-content/uploads/2015/08/Cardiologia-onde-estamos-e-pra-onde-vamos-coracao-vivo.jpghttp://coracaovivo.com.br/sys/wp-content/uploads/2015/08/Cardiologia-onde-estamos-e-pra-onde-vamos-coracao-vivo.jpghttp://coracaovivo.com.br/sys/wp-content/uploads/2015/08/Cardiologia-onde-estamos-e-pra-onde-vamos-coracao-vivo.jpgCardiologia – onde estamos e pra onde  vamos
 

Cardiologia – onde estamos e pra onde vamos

No final do século XIX a industrialização e urbanização provocaram mudança nos hábitos de vida da população mundial. Como resultado houve um aumento do sedentarismo, estresse, alimentação rica em gordura saturada, mas também aumentou o controle de doenças infecto-contagiosas. Assim, a partir dessa época, as doenças cardiovasculares passaram a ser a principal causa de morte no mundo ocidental.

Acompanhe conosco a linha do tempo com a evolução da cardiologia, desde as suas origens, passando pelos dias atuais e em direção ao seu futuro.

1. A história antiga da Cardiologia

Papiro de  Smith - Coração Vivo

Parte do Papiro de Smith em exposição na Academia de Medicina de Nova Iorque.
  • O Papiro de Smith, atribuido a Imhotep, datado de 3000 AC, descrevia o coração e sua ligação com os vasos sanguíneos;
  • Chineses há mais de 2300 anos descreveram a anatomia do coração e adicionaram a informação que havia movimento dentro dos vasos sanguíneos;
  • Já na Grécia, Platão descreve o “coração como orgão central da circulação e em constante movimento”;
  • Hipócrates acrescenta conhecimento sobre as cavidades cardíacas, válvulas e seu papel indispensável à vida;
  • Em Roma, Galeno deu sua grande contribuição em relação à anatomia cardiaca, classificando o coração como sede do “espirito vital”.

2. A idade média

Durante todo o período da idade média até inicio da idade moderna não se apresentou avanços na cardiologia.

3. O Renascimento

leonardo da vinci estudo do coração - coração vivo

Estudos de Leonardo Da Vinci sobre o coração.
  • Com o Renascimento surgiu uma época de ouro da ciência;
  • Leonardo da Vinci caracteriza o coração como o músculo mais potente do organismo;
  • Andreas Vesalius foi um médico belga, considerado o “pai da anatomia moderna” publicou seu De Humani Corporis Fabrica, um atlas de anatomia;
  • William Harvey foi um médico britânico que pela primeira vez descreveu corretamente os detalhes do sistema circulatório do sangue ao ser bombeado por todo o corpo pelo coração e publicou o Exercitatio Anatomica De Motu Cordis et Sanguinis in Animalibu (Exercício Anatômico Relacionado ao Coração e à Circulação em Animais);
  • Marcello Malphigui foi pioneiro na utilização do microscópio, sendo considerado por muitos um dos fundadores da fisiologia comparativa e da anatomia microscópica;
  • Giovanni Battista Morgagni, um médico, patologista e anatomista italiano, descreveu precisamente os efeitos das doenças sobre o coração;
  • William Heberden e William Whitering também contribuíram para o desenvolvimento do conhecimento sobre o coração.

4. Início do século XIX

estetoscópio antigo - coração vivo

Antigo estetoscópio de René Laennec, de madeira.
  • René Teophyle Hyacinthe Laennec introduziu o estetoscópio – um grande avanço da propedêutica;

5. Início do século XX

  • Willem Einthoven Inventa o eletrocardiograma (e em 1910 ganha o Prêmio Nobel).

6. O século dos cirurgiões

primeiro transplante de coração - coração vivo

Primeiro transplante de coração, em 1967. Dr. Christiaan Barnard
  • Robert E. Gross fez a primeira cirurgia cardíaca (não aberta);
  • A primeira cirurgia cardíaca a céu aberto foi feita por F. John Lewis que, em 1953, realizou o primeiro fechamento de uma comunicação interatrial com sucesso;
  • René Favaloro, Argentino, realizou em 1970 a primeira cirurgia de Revascularização Miocárdica;
  • Em 3 de dezembro de 1967, o cirurgião sul-africano Christiaan Barnard fez o primeiro transplante de coração humano.

7. A Cardiologia No Brasil

Divulgação Incor‐HCFMUSP - Coração Vivo

Fachada do Instituto do Coração – Incor – em São Paulo. © Divulgação Incor‐HCFMUSP.
  • Professor Dante Pazzanese criou o Instituto para estudo de moléstias cardiovasculares;
  • Primeira operação com extracorpórea acontece no Rio de Janeiro em 1957.
  • Após 1968 no Brasil a cirurgia cardíaca ganha força (Zerbini, Jatene, Fundação no InCor 1977)
  • Hemodinâmica tem inicio no mundo 1929, em 1964 primeira experiência de angioplastia de MMII;
  • Em 1970 Tratamento clínico ganha força com a introdução das estatinas , tratamento do IAM com estreptoquinase e inicio as “ UNIDADES CORONÀRIAS”;
  • 1970: Inicio da Ecacardiografia no Brasil;
  • Andréas Gruentzig realiza em 1977 a primeira angioplastia de coronárias;
  • Em 1980 marca o início da estimulação cardíaca no Brasil (uso de Marcapassos)
  • Contribuição do Brasil para a cardiologia em 1986 e 1987, com Sigwart, Puel, Palmaz-Schatz e J. Eduardo Sousa com a introdução de Stents coronários;
  • E J. Eduardo Sousa em 1999 com os Stents farmacológicos.
  • 2000: Tratamento clínico como opção ao tratamento cirùrgico ou percutâneo. Pode-se dizer que é o retorno da era dos “clínicos”.

8. Métodos diagnósticos minimamente invasivos

  • Surge, a partir de 2000, a Angiotomografia de coronarias e RNM do miocárdio.

9. E o futuro, para onde vamos?

cirurgia robótica - coração vivo

Estação de cirurgia robótica DaVinci SI – ©2015 Intuitive Surgical, Inc.
  • Cirurgias Robóticas à distância
  • Farmacogenética;
  • Terapia celular;
  • Procedimentos híbridos;
  • Novos métdodos para diagnostico como tonometria por aplanação, disseminação da telemetria, marcapassos com função de alerta de IAM;
  • Polipilulas;
  • Individualização do tratamento;

Referências Bibliográficas:
www.socesp.org.br/download/historia_cardiologia.pdf.
publicacoes.cardiol.br/caminhos/05/
www.medtronicbrasil.com.br/about…/index.htm.
www.deca.org.br/museu/.
www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102…script=sci

Author Description

Dr Bruno Nogueira

CRM 104982 - Formado pela Faculdade de Medicina Estadual de Marília. Residência Médica em Clínica Geral pelo Hospital Santa Marcelina -SP e Residência Médica em Cardiologia pelo Instituto do Coração – HCFMUSP, membro da Diretoria da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo – Regional Vale do Paraíba (Biênios 2012-2013 e 2014-2015) e Especialista em Cardiologia Pela Sociedade Brasileira de Cardiologia.

No comments yet.

Join the Conversation